Home » Policia » Costureira é encontrada morta dentro de sua residência. Namorado é o principal suspeito


  • Policia

Costureira é encontrada morta dentro de sua residência. Namorado é o principal suspeito

A costureira Lia Raquel Carvalho Silva, 33 anos, foi encontrada morta com sinais de agressão física dentro da própria casa no bairro São João, na cidade de Campo Maior. O comandante do 15º BPM, major Etevaldo Alves, explica que o crime tem características de feminicídio e o suspeito é o companheiro da vítima que está desaparecido. O corpo da mulher foi encontrado em cima de uma cama, provavelmente, após ela ter sido espancada até a morte.

A PM foi acionada no fim da tarde dessa segunda-feira (07). Testemunhas informaram que a vítima teria sido agredida publicamente em uma festa no fim de semana e foi vista pela última vez ontem quando saiu da casa de uma prima dizendo que ia pra o trabalho.

“Ela foi agredida em uma festa no sábado à noite. Testemunhas contaram que a agressão foi publicamente. Após isso, ela foi passar o domingo na casa de uma prima e ontem de manhã saiu para ir ao trabalho, só que não apareceu. Isso acendeu o alerta vermelho na família. Foram à casa dela e estranharam que a porta estava fechada e a moto dela lá, mas ninguém saía. Arrebentaram a porta e encontraram o corpo ensanguentado em cima da cama. A PM foi acionada por volta de 17h e acreditamos que o crime tenha ocorrido na manhã de ontem. Acionamos a perícia criminal e o IML”, conta o major Etevaldo Alves.

O comandante acrescenta que a vítima mantinha relacionamento com o suspeito que é pintor há dois anos. No local não foi encontrado nenhum objeto e a suspeita é que ela tenha sido morta por espancamento. Lia Raquel deixa quatro filhos de relacionamentos anteriores. O major orienta que, ao menor sinal de violência, as mulheres denunciem.

“Em caso de agressão, a orientação é que a mulher vá na delegacia, informe o que está acontecendo para que sejam solicitadas medidas restritivas. É mais um caso lamentável. É preciso denunciar, senão vamos ter várias Lias Raqueis”, orienta o comandante do 15º BPM.

Fonte: Cidadeverde.com

Deixe seu comentário