Home » Política » Cinco vereadores de mandato não disputarão a eleição em Campo Maior


Cinco vereadores de mandato não disputarão a eleição em Campo Maior

Com aproximação das convenções e as novas regras eleitorais em que o coeficiente partidário substituiu a legenda, o poder Legislativo de Campo Maior pode ter até 50% de renovação. Se isso acontecer será uma grande novidade em nossa política. Mas um detalhe não pode passar batido nessa análise, alguns vereadores que já desistiram deixam familiares como pré-candidatos. CONFIRA:

VEREADOR PAIVA: O “Lasquêrão” está no seu quarto mandato e já é aposentado, além de estar na área de risco para a COVID-19. Ele colocará como substituto o filho fisioterapeuta, Wellington Paiva, como pré-candidato.

VEREADOR JOÃO MAROCA:  Também está no quarto mandato, revezando entre eleito e suplente, mas sempre assumindo cadeiras. João tem passado por alguns problemas de saúde e deve lançar o nome do genro Gilvan como pré-candidato, para tentar herdar a cadeira deixada por ele.

VEREADOR FERNANDO MIRANDA: Com uma trajetória toda construída no Partido dos trabalhadores, chegando ao terceiro mandato e presidente da Câmara por duas vezes, ele abandona a sua fidelidade partidária e se lança como pré-candidato a prefeito pelo partido que o PT mais combateu na última eleição presidencial, o PSL, que teve como candidato o atual presidente, Jair Bolsonaro.

VEREADOR EDVALDO LIMA: É o vereador com mais mandatos na história política do Legislativo de Campo Maior, depois de oito eleições consecutivas, ele deixa a cadeira para assumir a Secretaria de Educação e lança a Mulher, Conceição Lima, como pré-candidata, uma espécie de troca de poder, já que a mesma ocupava a Secretaria de Educação quando ele era vereador.

VEREADOR LUSTOSA (In memoriam): Falecido por conta de uma parada cardíaca em agosto de 2019, ele já tinha deixado a cadeira para assumir a Secretaria de iluminação e limpeza, mas terá o filho, Júnior Lustosa, para tentar dar continuidade ao mandato do saudoso pai.

Essas já são as mudanças anunciadas, mas podemos ter uma renovação de até 50% no poder Legislativo de Campo Maior, isso vai depender também do resultado das urnas. Agora vamos aguardar as convenções e as confirmações de nomes que irão concorrer uma cadeira no legislativo municipal de Campo Maior.

Deixe seu comentário