Home » Geral » Governador divulga calendário detalhado de reabertura das atividades até setembro


Governador divulga calendário detalhado de reabertura das atividades até setembro

O governador Wellington Dias (PT) publicou na noite desta terça (7) o decreto com o cronograma detalhado para a retomada de todas as atividades econômicas no estado.

Veja todo cronograma aqui

O governo iniciou a flexibilização com a construção civil (toda a cadeia), parte da indústria e setores de saúde.

Confira decreto do governador

Dia 13/07

Setores da indústria e do comércio ligados a alimentos, bebidas, fumo, agricultura, pecuária e florestal;

Dia 20/07

Indústria e comércio ligados a químico, médico e farmacêutico. Comércio e fabricação de móveis e eletrodomésticos;

Dia 27/07

Fábricas e comércios têxteis/vestuários/calçados e acessórios pessoais. Nesta data autoriza a realização de missas e cultos em igrejas e templos religiosos.

Agosto

Dia – 10/08

Autoriza o funcionamento presencial da administração pública, defesa e seguridade social, atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados. Reabertura dos salões de beleza e agências de viagens;

Dia – 24/08

Reabertura de hotéis e similares e atividades presenciais de associações, sindicatos e entidades;

Setembro

Dia – 08/09

Reabertura das atividades culturais, esportivas, recreação (cinemas, teatros, parques, museus, biblioteca, zoológicos;

Dia – 22/09

Atividades educacionais – creche, pré-escola, ensino fundamental, médio, superior e outras atividades de educação.

A publicação estabelece a flexibilização das medidas de isolamento e de restrição das atividades e reforça que todo o processo se dará de forma gradual e segmentada. No decreto, fica também registrado que, em caso de crescimento da transmissibilidade da doença ou aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI, o Governo poderá rever a flexibilização e adotar medidas mais rigorosas.

“Estamos apresentando um cronograma de várias etapas para a retomada de todas as atividades econômicas no estado, mas isso não significa que a pandemia e o isolamento acabaram. Na verdade, agora temos que ter mais cuidado e prudência para não jogar todo o trabalho que foi feito até agora por água a baixo. É de extrema importância que a população colabore para que não sejamos obrigados a dar um passo atrás. A segurança dessa retomada depende da atitude de cada um. Ninguém deve sair de casa se não for necessário. O isolamento continua”, alertou.

No cronograma, o fluxo de flexibilização considera três classificações conforme o impacto econômico e dependerá do risco epidemiológico avaliado por regiões assistenciais de saúde. Ressalta-se que, em caso de crescimento da transmissibilidade da doença ou aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI, poderá ocorrer a regressão da flexibilização para níveis mais rigorosos, nos quais sejam permitidas apenas as atividades essenciais.

“Cada ponto desse fluxo de flexibilização será analisado semanalmente para que qualquer sinal de piora no cenário, possamos agir rapidamente”, explicou o secretário estadual de Planejamento, Antônio Neto.

Com informações de Yala Sena/Cidadeverde.com

Deixe seu comentário