Home » Geral » Governo do Piauí elabora plano de retomada das atividades; veja critérios


Governo do Piauí elabora plano de retomada das atividades; veja critérios

A semana é de reuniões entre o governo do estado e setores empresariais para fechar até sexta-feira (29) o plano de retomada gradual das atividades no Piauí.

O governo não bateu o martelo, está fechando os critérios, ouvindo vários setores da sociedade, mas cinco fatores serão fundamentais para a definição do plano de abertura dos estabelecimentos.

Itens que vão nortear – na parte da saúde – o plano de retomada econômica:

1) Taxa de risco de transmissão (tendo redução de casos no estado);

2) Índice de isolamento acima de 50% (esse percentual pode ser alterado);

3) Lotação de leitos de UTIs;

4) Identificação de focos de contágios;

5) Testagens nas empresas

Segundo informações será feito um protocolo base de retorno das atividades para ser adotado nos 224 municípios e outro protocolo específico para setores como comércio, serviços, hotéis, bares, indústria, shoppings, salões de beleza e outros.

A preocupação do governo é evitar aglomerações e elevar a curva de risco da doença. Serão ouvidos também os prefeitos e eles terão autonomia de adotarem ações complementares para conter o avanço da doença.

O estado terá uma atenção especial para dois setores: o da construção civil, que lidera com número de empregos e movimento de empregados, e o comércio.

Na próxima terça-feira (2), o comitê criado para definir o plano, irá apresentar uma minuta de projeto para o governador Wellington Dias.

O comitê é composto representantes das Secretarias de Governo, Planejamento, Saúde e Desenvolvimento Econômico.

Governo pede cautela

Mesmo com a redução na taxa de transmissão da covid-19 no estado – segundo estimativas era para o Piauí ter 90 mil infectados, hoje estamos com 66 mil infectados - o governo pede cautela.

Todos ouvidos pelo Cidadeverde.com colocam que o setor epidemiológico é que irá nortear a volta das atividades. O governador Wellington Dias já anunciou que a ciência será respeitada e esse retorno só acontecerá se tiver ambiente seguro para a abertura do comércio.

Com informações de Yala Sena/Cidadeverde.com

Deixe seu comentário