Home » Geral » Campo Maior tem o primeiro paciente curado após tratamento com Cloroquina


Campo Maior tem o primeiro paciente curado após tratamento com Cloroquina

O Hospital Regional de Campo Maior (HRCM) já tem o primeiro caso de tratamento e cura pela Cloroquina, o sulfato de hidroxicloroquina e demais medicamentos utilizados para combater a Covid-19, que já matou cerca de 14 mil pessoas no Brasil, 60 no Piauí e contaminou 52 pessoas em Campo Maior.

O município, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, trabalha em parceria e com o HRCM no tratamento de pacientes e identificação de contaminados pelo coronavírus.

A diretora-geral do HRCM, Celene Fontinelle, disse durante live na noite dessa quinta-feira, (14/05) ao lado do Prefeito Professor Ribinha, que Campo Maior tem o primeiro caso de cura após ratamento com cloroquina. “E para dar a boa notícia, nós já temos o primeiro caso de alta, o paciente tomou a medicação e foi para casa”, destacou.

Durante a live a diretora-geral falou também que o Hospital possui toda a medicação necessária para o tratamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, inclusive a Cloroquina. “Muita gente fica querendo saber da tal da cloroquina, eu quero dizer a toda a população que o hospital tem a cloroquina”, destacou.

Ela ressaltou, que é óbvio que existe também, um Protocolo para estar usando esta medicação, e é necessário que todo o paciente que for usar, assine um termo para consentimento. No termo, o paciente deve ter a consciência das reações da medicação.

“Todo paciente que usar esta medicação deve fazer um eletrocardiograma, nós também vamos está com este cuidado”, declarou. A diretora disse ainda, que além da cloroquina, o Hospital também possui o sulfato de hidroxicloroquina, que já utilizam para fazer o tratamento de alguns pacientes.

O prefeito Professor Ribinha disse que continua com este desafio nas mãos, de agir para evitar que mais pessoas se contamunem. “Campo Maior é um polo que atende não somente vários municípios na saúde pública, mas também outros serviços, por este motivo temos uma responsabilidade maior, não somente de orientar as pessoas que moram aqui, como também as que vêm de fora”, destacou o prefeito.

Ele citou que a primeira parcela do auxílio emergencial liberado pelo Governo Federal atraiu muita gente de outros municípios, onde não existem bancos. “Tivemos inclusive que instalar estrutura necessária, tomando todos os cuidados para que os riscos de contaminação sejam menores”.

Campo Maior possui , segundo dados do último boletim divulgado na quinta-feira (14/05), 52 casos confirmados de Covid-19, 42 descartados, 16 altas, um totalmente curado. Portanto, há hoje 35 pessoas que apresentam sintomas da doença na cidade.

Com informações de Valdemir Alvarenga/Ascom PMCM

Deixe seu comentário