Home » Geral » Primeira metade do mês de janeiro deve ser de muita chuva em Campo Maior


Primeira metade do mês de janeiro deve ser de muita chuva em Campo Maior

Previsões do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), e as analises do professor de Climatologia da UESPI, Werton Costa, confirmam que um corredor umidade vindo do Ceará se restabeleceu, caracterizando a estação chuvosa no Piauí, permitindo que chuvas expressivas aconteçam, pelo menos, até o dia 15 de janeiro de 2020 em Campo Maior e região.

Esse corredor a que se refere o professor Werton é o que conduz as chuvas para as cidades de Buriti dos Montes até Teresina e região, mas estava sofrendo um bloqueio atmosférico por conta de um VCAN (Vórtice Ciclônico de Altos Níveis), que provocou um veranico em dezembro até o dia 31 passado.

O professor Werton explica que na ultima semana do ano o aquecimento sutil das águas do Oceano Atlântico começou a formar nuvens, restabelecendo o corredor de umidade, caracterizando a estação chuvosa no Piauí, provocando chuvas expressivas nesse início de ano na região de Campo Maior.

Por conta desse fenômeno natural a Estação do INMET de Campo Maior registrou um acumulado de precipitações, no período de 31 de dezembro a 04 de janeiro, de 20.8 milímetros, sendo que o maior volume foi constatado no dia 03 de janeiro às 22 horas.

“É um acumulado relativamente bom, já que é apenas um inicio de mês e já prevemos que ainda tem muita chuva para cair nessa região, uma vez que o Corredor de Umidade Crateús está restabelecido pela influencia da Zona de Convergência Intertropical e da Umidade Amazônica, instabilizando a atmosfera provocando chuvas expressivas principalmente nessa primeira quinzena de janeiro”, detalha o professor Werton Costa.

Fonte: Portal de Campo Maior

Deixe seu comentário