Home » Esporte » Comercial tem até segunda para regularizar estádio ou jogará com portões fechados


Comercial tem até segunda para regularizar estádio ou jogará com portões fechados

A Federação de Futebol do Piauí (FFP) cumpriu o que prega o estatuto da entidade e as normas da CBF e determinou que a partida entre Comercial-PI e Cori-Sabbá, prevista para o dia 21 de setembro, será realizada com portões fechados no estádio Deusdeth de Melo, em Campo Maior. A Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi), órgão do Governo do Estado responsável pelo local, ainda não apresentou o laudo do Corpo de Bombeiros, que informou que está aguardando a solicitação da vistoria para averiguar as condições do espaço.

Enquanto aguarda liberação do estádio, Comercial-PI treina no Deusdeth de Melo — Foto: Stephanie Pacheco

Casa oficial do Comercial-PI, o estádio Deusdeth de Melo precisa ter renovados os laudos de Engenharia, Segurança, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros para receber público em suas dependências.

Alguns reparos emergenciais foram feitos no estádio, e a Fundespi entregou ao Corpo de Bombeiros o projeto técnico, onde constam a planta da área, bem como as indicações de saídas de emergência, sinalizações e localização de itens de segurança. Contudo, o diretor de engenharia dos Bombeiros, coronel José Veloso, informou que segue pendente o pedido de vistoria do estádio.

Ofício divulgado pela FFP indica partida com Portões fechados no Deusdeth de Melo — Foto: Divulgação/FFP

- Tem pendência de análise de projeto apenas. Esse processo tem duas partes: a apresentação do projeto para avaliar o que falta e, depois, é execução (instalar o que tem no projeto). Não foi aprovado ainda. Tem pendência. Mas temos o projeto. A vistoria é solicitada pelo administrador. Quem vai ficar à frente pode ser o time, a prefeitura ou qualquer outro. Mas foi apresentada a planta. Ai eles solicitam a vistoria – explicou José Veloso.

Comercial-PI solicitou a Fundespi, dia 20 de junho, pedido de vistoria do estádio — Foto: Divulgação/Comercial AC

- Tem pendência de análise de projeto apenas. Esse processo tem duas partes: a apresentação do projeto para avaliar o que falta e, depois, é execução (instalar o que tem no projeto). Não foi aprovado ainda. Tem pendência. Mas temos o projeto. A vistoria é solicitada pelo administrador. Quem vai ficar à frente pode ser o time, a prefeitura ou qualquer outro. Mas foi apresentada a planta. Ai eles solicitam a vistoria – explicou José Veloso.

Fonte: Globoesporte.com

Deixe seu comentário