Home » Política » BASTIDORES DA POLÍTICA: Reformas, oposição reduzida, operação topique e a dinheirama para as barragens


BASTIDORES DA POLÍTICA: Reformas, oposição reduzida, operação topique e a dinheirama para as barragens

REFORMA ADMINISTRATIVA DO GOVERNO DO ESTADO

O governador Wellington Dias (PT)  continua propagando a sua reforma administrativa embalada pelos cortes feitos pelo presidente Jair Bolsonaro, que continua cortando despesas e apertando o cinto da corrupção com as operações da Lava Jato. Na sua reforma ele anuncia extinção de coordenadorias, supervisões e fusão de Secretarias, ou seja a intenção do governo é economizar R$ 300 milhões por ano. Welington Dias está propondo cortar na carne que foi apenas retalhada por ele mesmo para beneficiar aliados políticos, principalmente na Assembleia Legislativa quando chegou a ter 13 suplentes, além de muitos cargos comissionados, os chamados cabides de emprego em troca do voto.

REFORMA DO RIBINHA

O prefeito José de Ribamar (PT) também chegou a anunciar uma reforma administrativa na sua gestão a partir de 2019. Mais até agora mantém as 17 Secretarias Municipais e não falou em cortes de gerencias ou supervisões, de oficial mesmo apenas a troca do Secretário Airton Matos pelo suplente de vereador José Pereira. A indicação de ambos é do Presidente do Partido dos Trabalhadores, Raimundo Pereira.

A ONDE HÁ FUMAÇA, HÁ FOGO

O ex-prefeito de Campo Maior Paulo Martins, em entrevista concedida ao Portal Líder, afirmou que irá votar no atual prefeito professor Ribinha para uma possível reeleição, mas deixou claro que Riba teria que terminar as obras inacabadas deixadas nas suas gestões. Dizem que gato escaldado tem medo de água fria e Paulo está envolvido na operação Topique, sendo que ainda leva junto o atual prefeito que na época era Secretário Municipal de Educação, em um desvio de quase R$ 1 milhão de reais. Segundo a Controladoria Geral da União as fraudes teriam acontecido entre 2013 a 2015 em serviços de transporte escolar. Por esse motivo o atual prefeito professor Ribinha estaria evitando o contato direto nos últimos dias com o Martins, tentando buscar uma imagem de independência.

O TIME DA CÂMARA MUNICIPAL JOGA JUNTO

Se levarmos em consideração os últimos pronunciamentos dos vereadores de Campo Maior na Tribuna oficial do Poder Legislativo, não é difícil confirmar a ida dos parlamentares Sena Rosa, Paiva e Neto dos Corredores para o time da prefeitura de Campo Maior. O vereador Daniel Soares, que continua na oposição, já tinha alertado que a Câmara contaria apenas com ele e o vereador Hamilton Segundo na oposição, e que o placar estaria hoje 11×2 para a situação. Mas esquecem os legítimos representantes do povo de combinar com os seus torcedores, ou melhor, com seus eleitores.

BARCO CHEIO DEMAIS PODE AFUNDAR

Com a eleição do presidente Jair Bolsonaro ficou claro que o povo brasileiro está de olhos abertos, mutirão de políticos e partidos não ganha eleição. Por isso senhores gestores, cuidado com as ciladas da vida e tratem de trabalhar gastando os repasses carimbados honestamente, já que os outros recursos está mais difícil de uma fiscalização pelos órgãos competentes. O povo já assimilou a frase “BRASIL ACIMA DE TUDO E DEUS ACIMA DE TODOS”

DINHEIRAMA PARA AS BARRAGENS DO PIAUÍ

O governo federal liberou R $ 41,3 milhões para reparação nas estruturas das barragens no Piauí. O objetivo é fazer com que o estado não reviva a tragédia de Algodões. Para recuperar a barragem do emparedado na zona rural de Campo Maior foram liberados R $ 4,6 milhões.  Com certeza o povo estará vigilante a essa dinheirama e também não esqueceu as promessas de asfalto, Balneário, quadras esportivas e um verdadeiro paraíso prometido para a barragem Corredores na mesma região. Que tal lembrarmos da barragem Surubim e Jenipapo, também prometidas em gestões anteriores.

Deixe seu comentário