Home » Geral » Teresina fecha setembro como cidade mais quente do país com média aproximada de 40ºC


Teresina fecha setembro como cidade mais quente do país com média aproximada de 40ºC

Teresina teve a média de temperatura mais alta do país durante o mês de setembro. De acordo com o levantamento feito pelo Instituto Nacional de Meteorologia, a capital continua sendo a cidade mais quente e chegou a uma temperatura máxima de 39.9 graus no dia 18.

Ao longo de todo o mês de setembro, Teresina teve a temperatura oscilando entre 37,1° a 39° e com isso favoreceu para o temido B-R-O bró, sigla que faz referência à última sílaba dos últimos meses do ano e considerado o período mais quente. Na média geral por cidade, Teresina ficou com 37,52°, passando de Cuiabá que teve sua média de 36,73°. A terceira cidade mais quente foi Goiânia com 34,33°.

Para o climatologista Werton Costa, as temperaturas elevadas e a umidade do ar relativamente baixam, caracterizou o início de um B-R-O bró comum, porém com picos de umidades resultantes da atuação de resquícios de massa de ar fria.

“Isso naturalmente provocou alguma precipitação, inclusive no inicio do mês nós tivemos registrado uma chuva na casa de 14 a 15 milímetros de acumulado. Foi muito expressiva para o período de setembro, perfazendo praticamente a média esperada para o período, já que o mês é período mais seco do ano”, disse o especialista.

De acordo com o climatologista, a sistemática do B-R-O bró continuará a mesma no mês de outubro, com os dias mais quentes.

“A gente continua com a probabilidade de temperaturas elevadas, com condição de ar mais seco, porém, nós temos a condição do Oceano Atlântico relativamente mais quente do que o habitual, que pode naturalmente contribuir para que tenhamos o início da pré-estação já a partir de novembro, com as primeiras chuvas no Sul do estado”, explicou Werton Costa.

Ainda de acordo com o especialista, essa é uma tendência climatológica de redução da cota de chuva entre julho, agosto e setembro, e a partir de outubro terá a recuperação da cota de chuvas até o mês de dezembro.

Fonte: G1/PI

Deixe seu comentário