Home » Geral » IDEB de Campo Maior cresce em 5 anos e supera meta nacional de 2021


IDEB de Campo Maior cresce em 5 anos e supera meta nacional de 2021

Campo Maior uma cidade com aproximadamente 45 mil habitantes tem histórico de comemorações e conquistas. Nestes últimos dois anos, tem na educação à principal delas, sendo a mais recente, vinda com os resultados dos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB 2017, o principal indicador de qualidade da educação do Brasil.

O IDEB foi criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O município foi bem avaliado nos indicadores das pesquisas realizadas de dois e dois anos no país.

Os resultados mostram índices positivos em uma escala que registra superação de metas de 2017 a 2021 tanto para as séries iniciais, que vai do 1° ao 5° ano, como as finais da 8 série ao 9° ano, atingindo o índice de 5.2, superando os anos anteriores de 2013, que registrou 4.3, e o de 2015 de 4.6, no monitoramento.

Nos níveis de séries iniciais a meta para Campo Maior em 2017 era chegar a 4.4 e obteve 5.2, ultrapassando a de 2021 de 5.0. Nas séries finais a meta de 2017 era 4.1, e chegou a 4.7 superando a de 2021 que é de 4.6.

Os índices são calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

O Ideb é importante por ser condutor de política pública em prol da qualidade da educação. É a ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) para a educação básica, que tem estabelecido, como meta para 2022 um índice de 6,0 – média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos.

A secretária de Educação do município Conceição Lima ressaltou: ”É evidente que ficamos pessoalmente felizes com esse resultado tão positivo, mas não surpresos, porque esse significativo avanço é fruto de um trabalho sério, dedicado e competente dos inúmeros profissionais que compõem a equipe multidisciplinar da educação municipal liderada pelo Professor e Prefeito Ribinha”.

Para o prefeito Professor Ribinha estes indicadores do IDEB demonstram uma evolução nas ações de desenvolvimento educacional do município. Ele elencou pontos considerados importantes para os resultados de crescimento de 2013 a 2017 e disse que mesmo com os resultados positivos, é preciso um crescimento maior nos próximos anos.

Pontos importantes que ajudaram na obtenção desses resultados para o Prefeito Professor Ribinha.

1 . Política  de Valorização  das Pessoas  – Concurso  Público ( quadro estável ) reajustes  no Piso Salarial e cumprimento de mais direitos pelos profissionais da educação sem necessidade  de manifestações.

2. Políticas de Formação Continuada – Destaque para as Formações  do Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa – PNAC (Todo destaque  pra importância  do PACTO), Formação  sobre Descritores, Formação  pra Gestores (Instituto  Ayrton  Senna) .

3 – Nucleação  das Escolas  – Facilitou o Acompanhamento  Pedagógico  da SEMED, Presença  de diretor e coordenador  em todas as Escolas,  Ambientes Educativos  Adequados e o fim das classes multisseriadas.

4. Apoio ao Fortalecimento  da Educação  Infantil  – Formação  pra os professores,  livros didáticos  e materiais  de apoio, maior valorização  pra importância  dessa etapa na escolarização  das crianças  ( brincar, cuidar e aprender ).

6. Esforço  pra garantir  professores  com perfil de alfabetizadores  nas turmas de alfabetização.

7. Rigor no cumprimento  dos 200 dias Letivos  , no mínimo  ( sem aula, nem começamos)

8. Melhoria na Infraestrutura  das Escolas  – Considero importantíssima como espaços adequados,  equipamentos ( climatização ), melhoria da auto estima e garantia  de conforto e segurança  pra facilitar  a aprendizagem.

9. Equipe Técnica  da SEMED articulada, motivada, valorizada e com credibilidade  junto às  escolas.

10. Integração  com outras ações  Inter setorial a nível federal, estadual e local ( na busca de parcerias e adesões  possíveis ) .

11. Melhoria  na alimentação  escolar dos alunos (qualidade  e regularidade

12 . Implantação e apoio a projetos de leitura.

Texto – Valdamir Alvarenga/Ascom PMCM

Fotos – Jonas Sousa/Ascom PMCM

Deixe seu comentário