Home » Geral » Greve dos caminhoneiros afeta abastecimento de combustíveis e gás de cozinha no Piauí


Greve dos caminhoneiros afeta abastecimento de combustíveis e gás de cozinha no Piauí

Com a greve dos caminhoneiros, cidades do Piauí estão com estoques de gás de cozinha zerados e os postos de combustível trabalhando com restrição de abastecimento. Desde terça-feira (22), a categoria interdita rodovias federais e estaduais no estado em protesto ao aumento no preço do diesel e da gasolina.

De acordo com presidente do Sindigás Piauí, Wellington Nunes, todas as distribuidoras do estado estão sem o gás de cozinha para abastecimento e as revendedoras de menor estoque zeraram o produto ainda nessa quarta-feira (23). Apesar do prejuízo, ele defendeu a manifestação dos caminhoneiros e reclamou dos aumentos sucessivos da Petrobras.

“Nós entendemos o protesto dos caminhoneiros em relação a esses aumentos de combustível. Na verdade, nós apoiamos o movimento, porque entendemos que nós não temos mais margem para suportar esses sucessivos aumentos da Petrobras. Grande parte do nosso custo operacional vem do combustível e queremos ter uma perspectiva de quando vamos pagar pelo produto com estes aumentos diários”, declarou Wellington Nunes.

Nos postos de combustível, o protesto vem causando restrição no abastecimento dos tanques. Segundo o presidente do Sindicato dos Postos de combustível do Piauí, Alexandre Cavalcante, se antes os postos trabalhavam com estoque para três a quatro dias, atualmente reduziu para um dia apenas.

“Por medida de segurança para não faltar combustível, o Terminal de Petróleo vem entregando a metade do que a gente pede. No entanto, se amanhã não for abastecido, já falta de imediato. Se o movimento não acabar logo, vamos ter problema assim como o estado vizinho, o Maranhão, que já tem cidades sem combustível”, explicou Alexandre Cavalcante.

Fonte: G1/PI 

Deixe seu comentário