Home » Política » BASTIDORES: Voto distritão, garimpagem por votos e pré-candidaturas da terra


BASTIDORES: Voto distritão, garimpagem por votos e pré-candidaturas da terra

AGORA É VOTO DISTRITÃO

A comissão especial da Câmara que analisa a reforma política aprovou na madrugada do dia (10) um destaque que modificou o texto-base aprovado na noite de ontem (9) da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03 e alterou o sistema eleitoral para as eleições de 2018 e 2020, que passará a ser feita pelo chamado distritão. Por esse sistema, serão eleitos os candidatos mais votados para o Legislativo, sem levar em conta os votos recebidos pelo conjunto dos candidatos do partido, como é o sistema proporcional adotado atualmente.

CORTE NO ORÇAMENTO DO PAC

Em um cenário de forte restrição de recursos e cortes de gastos. O PAC foi criado no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, nos últimos anos, alguns dos principais investimentos públicos em infraestrutura no país foram feitos sob sua bandeira, entre eles obras em rodovias, ferrovias, energia elétrica e habitação.

No orçamento de 2017, aprovado pelo Congresso, a previsão de gastos para o PAC é de até R$ 36,07 bilhões. Com a arrecadação abaixo da esperada, porém, o governo federal bloqueou despesas e reduziu os recursos do programa em 45%.

GARIMPAGEM POR VOTOS

É notável a presença de muitos candidatos tentando garimpar votos na região de Campo Maior para deputado estadual e principalmente federal, o fato se dar por não termos um representante legitimo na câmara federal. Os candidatos estão nesse primeiro momento se aproximando das lideranças politicas, principalmente de vereadores e suplentes, com isso eles vão formando suas bases para a eleição estadual de 2018. Depois é procurar o mais importante, o acordo com o eleitor que estar mais escaldado do que macarrão em período de semana santa.

FALTA OPÇÃO OU NÃO?

Na nossa Campo Maior os nomes de pré-candidatos vão surgindo meio timidamente por conta do descaso atual da classe politica, mas temos nomes de pré-candidatos para governador até mesmo de um possível secretario estadual, é só ficar em uma boa suplência.

CONFIRA OS NOMES:

CESAR MELO (PSB) – Já lançou oficialmente o nome para concorrer a vaga de

governador do Piauí,

PAULO MARTINS (PT) confirma o nome para disputa de deputado federal

HELDERVAN EUGÊNIO (SEM SIGLA) Em campanha para federal.

JOÃOZINHO FÉLIX (PPS) – Não descarta a possibilidade de disputa para federal.

MARCUS DAMATA- também disse que vai para briga de federal.

ALEX MAMEDE- Disponível para federal.

LAFAIETE ANDRADE- Pré-candidato ao Senado da República.

ESTADUAL E A BRIGA PELA REELEIÇÃO

No cenário para deputado estadual, os nossos dois representantes na Assembleia Legislativa que ocupam cadeiras como suplentes, pretendem modificar essas posições e ocuparem as cadeiras como titulares, assim Campo Maior não ficaria sem representantes. Antônio Félix (PSD) que lidera as pesquisas com 35% das intenções dos votos dos campo-maiorenses, recuperado de uma cirurgia de vista, já tem base  politica e procura crescer a sua votação. Aluísio Martins (PT) segue em parceria com o irmão Paulo Martins, é atualmente o segundo colocado nas pesquisas com 11%. Até agora os dois estão em uma disputa polarizada como na última eleição.

É O POVÃO! POVÂO!

Inicialmente o cenário está montado na politica de Campo Maior, agora é esperar pela reação dos eleitores, diga-se de passagem estão mais sabidos e armados do que tábua de ratoeira. Afinal de contas são os eleitores os responsáveis pelo progresso ou insatisfação futuras do seu município, estado e País.

Deixe seu comentário