Home » Política » Antônio Félix desmente boatos sobre uma possível cassação de seu mandato


Antônio Félix desmente boatos sobre uma possível cassação de seu mandato

O deputado estadual Antônio Félix, atualmente licenciado do cargo, e novo presidente da Fundalegis (Fundação Humberto Reis da Silveira), manifestou-se acerca de uma notícia veiculada nos meios de comunicação acerca de um possível pedido de cassação de seu mandato, pelo fato de ter se ausentado da assembleia para assumir um cargo que não compõe o quadro do executivo estadual, pois a fundação, é pertencente à própria ALEPI.

“Minha posse foi perfeitamente legal. Pedi afastamento do mandato para assumir esse cargo que muito me honra. Jamais iria sair da ALEPI com qualquer ilegalidade no meio desse processo. A lei é muito clara. A Fundalegis tem status de secretaria de estado e portanto, não existe nenhum impedimento judicial quanto a isso. Estamos tranquilos e muito motivados para esse novo desafio, que sem dúvidas, temos todo o interesse em desempenhar um grande trabalho”, comentou Félix.

A lei a que Antônio Félix se refere é a LEI 5.805 de 06 de novembro de 2008. Ela dispõe sobre outras coisas em seu parágrafo único do artigo 2º, que “Os cargos da Administração da Assembléia símbolos PL-DG e PL-DIR, privativos de diretores, secretários e procurador-geral, constantes do Anexo Único desta Lei, considerados cargos de natureza política, têm status de Secretário de Estado.” Nesse caso, a diretoria-presidência da Fundalegis, cargo ocupado por Antônio Félix, possui símbolo PL-DG, concedendo assim, status de secretaria de estado e aparo legal em sua posse.

A polêmica se deu após o deputado estadual Robert Rios questionar a presença de suplentes na ALEPI. Indagado se estaria chateado com Rios, Antônio Félix foi enfático. “Jamais. O Rorbert é um grande deputado, que está desempenhando o papel legítimo que o povo concedeu. Em nenhum momento ele citou meu nome ou fez referência concreta a essa situação. Ele apenas, disse que investigaria a questão dos suplentes na ALEPI, o que é totalmente normal. Portanto, não existe motivo para isso. O deputado Robert tem a minha admiração e amizade e sabe perfeitamente disso. O que houve, foi uma comparação da mídia, por eu ter sido o último a me afastar, e em Campo Maior, mais precisamente, a maldade por parte de algumas pessoas que torcem pelo quanto pior, melhor. Mas comigo, as coisas funcionam assim, às claras. Meu compromisso é com o povo e sempre continuará sendo”, explicou Antônio Félix.

Desse modo, fica totalmente esclarecida a posse do novo presidente da Fundalegis e afastada qualquer possibilidade de vícios no processo que o levou ao cargo. Qualquer comentário no sentido de cassação ou algo do tipo, não procede nesse caso específico, caindo por terra toda e qualquer informação dessa natureza.

Fonte: Ascom

Deixe seu comentário