Home » Geral » De janeiro a junho, PRF registra 93 mortes em acidentes nas rodovias do Piauí


De janeiro a junho, PRF registra 93 mortes em acidentes nas rodovias do Piauí

Em boletim divulgado pela Polícia Rodoviária Federal, dados apontam que em 2017, no período de janeiro a 7 de junho, 93 pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais do Piauí. De acordo com o inspetor Jonas Mata, apesar de ser uma estatística ruim, está dentro do possível.

“Infelizmente em quase seis meses, o número aumentou na comparação entre os dois períodos, mas ainda está no que podemos dizer que seja ‘esperado’. Podemos considerar alguns pontos como o aumento na quantidade de veículos que circulam nas rodovias, bem como o aumento de condutores, habilitados ou não”, falou.

Até o momento houve 646 acidentes com 13 mortes a mais que o mesmo período do ano passado. Para o inspetor da PRF, além do aumento de condutores e veículos, outro fator que pode contribuir com o aumento no número de acidentes é a falta de estrutura nas rodovias.

“Os investimentos nas vias não acompanham o número crescente de veículos existentes e isso reflete também no principal tipo de acidente que mata, que é a colisão frontal. Este é o tipo de colisão que dificilmente não há vítimas fatais, e isso acontece tanto pela não prática da legislação, quando pela não modernização das rodovias. Pista duplicada por exemplo, ajudaria bastante em alguns trechos”, disse.

O inspetor Jonas Mata alerta ainda que a falta de educação também pode ser considerado um dos motivos para a grande quantidade de acidentes e que a fiscalização e a abordagem educativa tem que ser constante e repetitiva.

“Na verdade, a partir do momento que as pessoas ultrapassam em trecho proibido, ou que não usam capacete, ou que ultrapassam a velocidade, está na verdade desrespeitando eles mesmos e o próximo. É triste ver como alguns cometem esse tipo de infração apenas mesmo em tom desafiador. Cometer ou não uma infração também é questão de educação”, finalizou.

Fonte: G1

Deixe seu comentário