Home » Geral » Confira um balanço da Festa de Santo Antônio 2017 em Campo Maior


Confira um balanço da Festa de Santo Antônio 2017 em Campo Maior

RELIGIOSIDADE: Comandada pelo Monsenhor Paulo Mateus, tendo a frente o Padre Duarte como administrador da Diocese de Campo Maior, a parte religiosa transcorreu em clima de muita fé e devoção de milhares de pessoas que visitaram a festa considerada como uma das maiores da região nordeste. Novenas durante 12 noites, celebrações de missas durante todos os dias, casamentos, batizados e não esquecendo de homenagear o povo de Campo Maior e cidades da região.

PARTE SOCIAL: Dezenas de barracas foram construídas, vendedores ambulantes se espalharam por três praças: Bona Primo, Ruy Barbosa e Praça do Rosário, gerando centenas de empregos com rendas familiares. Era fácil degustar a boa culinária de Campo Maior: Churrasco com Maria Isabel e paçoca, capote, galinha caipira, bolos e doces ao seu desejo, frito de tripa, vatapá, mingau de milho e até o cafezinho com bolo. Os leilões renderam R$ 177 mil reais com as mais variadas joias doadas pelos devotos de Santo Antônio, tendo a noite dos vaqueiros como a campeã em arrecadação.

SEGURANÇA: A Policia militar comandada pelo Major Etevaldo do 15º Batalhão Heróis do Jenipapo com reforço do governo do estado do Piauí, tendo a frente o governador Wellington Dias e o Secretário de Segurança Fábio Abreu, que contou com a ajuda incansável  dos seus comandados policiais e agentes da Policia Civil de Campo Maior e região. Segundo registros da 5º delegacia de Policia, tivemos mais de 100 ocorrências, entre assaltos, furtos e prisões por embriaguez ou crimes de trânsito, nenhum deles com gravidade que pudesse chamar a atenção da imprensa ou tirar o sossego da população, nenhum homicídio foi registrado.

ADMINISTRAÇÃO: Com 18 secretarias funcionando em seu governo, além de gerências e coordenações, o prefeito Ribinha (PT) dirigiu pela primeira vez a festa de Santo Antônio e se agigantou para está presente nos principais eventos. A prefeitura realizou a festa de Santo Antônio com ajuda do governo do estado do Piauí e várias emendas parlamentares sem divulgação de valores. Atrações artísticas, bandas musicais de Campo Maior e outros estados tiveram oportunidade de se apresentar em dois palcos armados na praça, além do patrocínio de pequenas bandas que tocavam nas barracas. Uma verdadeira poluição sonora criticada pela maioria dos populares, mas atrativa para a classe mais jovem. A falta de acessibilidade também foi criticada por conta dos espaços ocupados por mesas e cadeiras das barracas, além de um palco ao lado da barraca do leilão, itens observados por quem se achava incomodado.

SANTO ANTÔNIO DO CAMPO MAIOR: Não tem cor, raça ou partido politico, a festa é de todos os campo-maiorenses.  Começando todos os anos no dia 31 de maio e encerrando-se no dia 13 de junho, sempre organizada pela Igreja Católica e Prefeitura municipal. Renovação da fé, geração de empregos ambulantes, divertimentos, oportunidade de rever os amigos, receber os visitantes, esperança de um bom casamento, tudo isso e muito mais faz parte da tradição da festa do nosso padroeiro. Que no próximo ano estejamos todos juntos para celebrarmos mais uma vez a maior festa religiosa e social do Piauí.

Deixe seu comentário