Home » Geral » Deputado Robert Rios quer investigação do TCE no rombo da previdência de Campo Maior


Deputado Robert Rios quer investigação do TCE no rombo da previdência de Campo Maior

Em resposta ao pronunciamento do deputado Aluísio Martins (PT), o deputado estadual Robert Rios (PDT) afirmou que no Partido dos Trabalhadores existem pessoas de bem, “petistas honrados”, como o governador Wellington Dias, inclusive alguns dos atuais detentores de mandato na Assembleia Legislativa, mas repetiu que “no PT tem ladrão, inclusive muitos que estão presos, aumentando a superlotação dos presídios do país”.

Rios disse que foi a convenções em várias cidades, onde aliados disputam com o PT a prefeitura do município, citando Teresina, Picos, Pedro II, Piracuruca e Esperantina. “O PT tem se comportado coma velha hipocrisia de que faço o que eu digo, mas não faça o que eu faço. Em Campo Maior, tiraram o prefeito legitimamente eleito no voto…lá a previdência foi estuprada. Vou questionar ao TCE se o dinheiro da previdência descontado dos servidores está sendo creditado na conta da previdência. Porque se não estiver o gestores precisa ser preso preventivamente por crime contra os cofres públicos”, sugeriu o deputado.

Em aparte, o deputado Aluísio Martins disse que Robert Rios precisa ouvir os dois lados. Citando a delação da Odebrecht, que denuncia o pagamento de R$ 10 milhões de propina para Michel Temer e R$ 23 milhões para o ministro José Serra.Martins rebateu que o prefeito de Campo Maior. Paulo Martins  - seu irmão -, não tirou o mandato de ninguém. Foi eleito com maioria de mais de 5 mil votos. A ação que resultou na cassação do então prefeito Joãozinho Félix, lembrou Aluísio, foi movida pelo Ministério Público.

O deputado Antonio Félix (PSD) pediu a palavra para falar que a ação, na verdade, foi movida pelo candidato Paulo Martins (PT), sob o argumento de que Joãozinho era “prefeito itinerante”, ou seja, ele já tinha sido prefeito em Jatobá do Piauí e não poderia ser prefeito em Campo Maior.

Robert Rios afirmou que era melhor o deputado Aluísio Martins não falar em Odebrecht. “Em casa de enforcado, corda não é assunto”, provocou, referindo-se à delação de executivos da Odebrecht na Operação Lava Jato. Segundo rios, a empreiteira mandou dinheiro inclusive para campanhas de candidatos no Piauí.

“Itaipava (cervejaria) mandou dinheiro para o Piauí, depois ganhou isenção de imposto”, lembrou.Rios concluiu o pronunciamento afirmando que os eleitores vão precisar muito do Ministério público nestas eleições, porque vai haver muita denúncia por conta de poderosos que estão na disputa.

 Fonte: Alepi

1 Resposta para " Deputado Robert Rios quer investigação do TCE no rombo da previdência de Campo Maior "

  1. Gerardo disse:

    FOI O PT DE RIBINHA QUE ACABOU COM O NOSSO BRASIL! FOOORA PT

Deixe seu comentário