Home » Campo Maior, Cidades, Geral » Terceirização dos Serviços Públicos pode ser a saída para Paulo Martins


Terceirização dos Serviços Públicos pode ser a saída para Paulo Martins

Depois da obrigatoriedade da realização do concurso público pela Associação de Prefeitos do Piauí (APPM,) que contemplou 173 concursados e mais de 400 classificados em Campo Maior, a atual gestão demitiu mais de 1000 prestadores de serviços, entre eles 500 celetistas só na educação. O Prefeito Paulo Martins (PT) estuda uma forma de cumprir a imensidão de empregos prometidos em campanha, sem levar em consideração os que já estavam no serviço público municipal nos seus dois primeiros anos de governo, a saída deve ser a terceirização dos serviços públicos. Essa forma de emprego já foi proibida pelo STF, que determinou no dia 25 de setembro de 2012 a proibição na terceirização da Saúde do Rio de Janeiro por determinação dos Sindicatos dos Médicos daquele estado. A conselheira Jurema Werneck do Rio de Janeiro disse que essa é uma forma absurda de contratar, deixar de empregar pessoas capacitadas em concurso públicos para contratar através de uma terceirização é burlar a lei. Em Campo Maior uma empresa pode está sendo criada para essa finalidade, diga-se de passagem que a reportagem do portallider.com já está investigando. A referida empresa se criada pode agir com a terceirização em outros municípios de Campo Maior.

Deixe seu comentário